É o maior colapso sanitário e hospitalar da história do Brasil, diz Fiocruz

Para evitar colapso total do sistema de saúde, pesquisadores defendem a adoção rigorosa de ações de prevenção e controle

 Foto: EVARISTO SA / AFP

Foto: EVARISTO SA / AFP

Saúde

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou na terça-feira 16, por meio do Observatório Covid-19, que o Brasil passa pelo “maior colapso sanitário e hospitalar da história”.

 

[leia-tbm id=”192270,192491,192456

O boletim mostra que, no momento, dos 27 estados, 24 e o Distrito Federal estão com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 iguais ou superiores a 80%. De acordo com o documento, 15 estados aparecem com taxas iguais ou superiores a 90%.

Em relação às capitais, 25 das 27 estão com índices iguais ou superiores a 80%, sendo 19 delas superiores a 90%.

 

O País, nas últimas semanas, bateu recordes diários de mortes pela doença. Nas últimas 24 horas, morreram 2798, de acordo com o levantamento do consórcio de veículos de imprensa.

Para evitar um aumento ainda maior nos casos de Covid e o colapso total do sistema de saúde brasileiro,  especialistas defendem a adoção rigorosa de ações de prevenção e controle. Eles enfatizam também a necessidade de ampliação das medidas de distanciamento físico e social, o uso de máscaras em larga escala e a aceleração da vacinação.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem