David Uip passa mal e anuncia afastamento do centro de combate ao coronavírus

O médico infectologista segue orientação médica para suspender suas funções temporariamente. Uip já foi infectado pela covid-19

(Foto: Governo de SP)

(Foto: Governo de SP)

Saúde

O médico infectologista e chefe do Centro de Contingência contra a Covid-19 do Estado de São Paulo, David Uip, anunciou nesta sexta-feira 8 que se afastará de suas funções por uns dias por recomendação médica. Em comunicado enviado ao governador João Doria, Uip afirma que no último dia 6 de maio sentiu um mal-estar com alterações cardiológicas e clínicas.

“Após avaliação médica, iniciei uma bateria de exames para elucidação diagnóstica. Hoje me sinto melhor, mas, por recomendação médica, precisarei ficar afastado das minhas atividades do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo por alguns dias.”

No comunicado, Uip se diz triste por não poder estar fisicamente à frente de suas funções “neste momento difícil de crise, de uma pandemia muito séria, que tem causado tantos óbitos em nosso Estado e gerado grande sofrimento entre os brasileiros de São Paulo que perderam familiares e amigos queridos”. O estado de São Paulo tem 3206 mortes e 39.928 casos confirmados, segundo último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde.

O infectologista diz, no entanto, que tem a “plena convicção de que São Paulo está no caminho certo. E está salvando vidas” e enaltece a atuação do grupo de médicos, cientistas, virologistas, professores e pesquisadores que atuam frente às estratégias de combate à pandemia.

David Uip será substituído frente ao Centro de Contingência contra a Covid-19 pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

O infectologista testou positivo para o coronavírus no dia 23 de março e cumpriu isolamento social, retornando ao trabalho no dia 6 de abril.

Leia o comunicado na íntegra:

Ao Governador do Estado de São Paulo, João Doria

Na última quarta-feira, dia 6 de maio, senti um mal-estar, com alterações cardiológicas e clínicas. Após avaliação médica, iniciei uma bateria de exames para elucidação diagnóstica.

Hoje me sinto melhor, mas, por recomendação médica, precisarei ficar afastado das minhas atividades do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo por alguns dias.

Fico entristecido de, neste momento difícil de crise, de uma pandemia muito séria, que tem causado tantos óbitos em nosso Estado e gerado grande sofrimento entre os brasileiros de São Paulo que perderam familiares e amigos queridos, não poder estar fisicamente presente.No entanto, tenho a plena convicção de que São Paulo está no caminho certo. E está salvando vidas.

A colaboração dos meus 15 colegas do Centro de Contingência, formado por médicos, cientistas, virologistas, professores e pesquisadores, tem sido fantástica.

A união de esforços desse grupo de voluntários tem contribuído de forma inequívoca para definir estratégias tanto de enfrentamento da epidemia quanto de assistência à população na rede pública de saúde.
Agradeço ao Governador João Doria e aos secretários de Estado e ao vice-governador Rodrigo Garcia por todo o apoio e suporte que nos tem oferecido.

Fico temporariamente afastado e espero estar recuperado, para retomar minha contribuição ao Centro de Contingência do Coronavírus, o Comitê de Saúde do Estado de São Paulo.

Muito obrigado e até breve.

David Uip

São Paulo, 08 de Maio, 2020

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem