Política

Cientistas do Consórcio Nordeste recomendam cancelar o réveillon e o carnaval na região

Aglomerações podem intensificar a transmissão da variante Ômicron, alertam

Carnaval de Salvador em 2019. Foto: Alberto Coutinho/GOVBA
Carnaval de Salvador em 2019. Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste recomendou, em boletim divulgado nesta sexta-feira 3, o cancelamento das festividades de fim de ano e do carnaval. Os cientistas manifestam preocupação com a proliferação da variante Ômicron e com a possibilidade de que novas cepas evadam a imunidade produzida pelas vacinas.

A manutenção das aglomerações de réveillon e do carnaval, afirmam, “intensificaria a transmissão do vírus e resultariam em nova da pandemia”.

As recomendações também incluem a manutenção do uso obrigatório de máscaras, a intensificação da vacinação e a implementação de medidas que superem possíveis barreiras para a imunização.

Os cientistas alertam ainda para a maior probabilidade do surgimento de variantes virais nas áreas com mais baixas taxas de vacinação, que podem ser mais transmissíveis e mais patogênicas.

O réveillon e o carnaval já foram cancelados nas capitais nordestinas de Fortaleza e Teresina. As festividades de fim de ano também estão canceladas em Aracaju, Natal, Recife, Fortaleza, Salvador, São Luís, Teresina e João Pessoa.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!