Brasil tem 1.240 mortes em 24h e ultrapassa 40 mil óbitos por coronavírus

Infectados somam mais de 30 mil em 24 horas. Estado de São Paulo já conta mais de 10 mil mortos

O estado de São Paulo concentra maioria dos casos de coronavírus no Brasil. Foto: Nelson Almeida/AFP

O estado de São Paulo concentra maioria dos casos de coronavírus no Brasil. Foto: Nelson Almeida/AFP

Saúde

O Brasil tem novos 30.412 casos confirmados de coronavírus em 24 horas, e mais 1.240 mortos. Com a atualização dos dados divulgados nesta quinta-feira 11 pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o País chega a 802.828 casos confirmados da doença e 40.920 mortos.

Ainda de acordo com o levantamento, a taxa de letalidade do vírus é de 5,1%.

O Estado de São Paulo soma 162.520 casos e 10.145 mortos. O Rio de Janeiro tem 75.775 casos confirmados e 7.363 mortos. Epicentros da pandemia no País, os estados flexibilizam gradualmente suas medidas de isolamento social e permitem a retomada de parte de suas atividades econômicas.

Nesta quinta-feira 11, os shoppings voltaram a funcionar na cidade de São Paulo, com horário restrito. Os estabelecimentos podem funcionar das 16h às 20h, ou das 6h às 10h. Na quarta-feira 10 foi permitida a retomada dos comércios, o que causou aglomeração nas ruas.


O estado do Ceará acumula 73.879 casos de coronavírus e 4663 mortos. Ainda de acordo com o levantamento, o estado de Pernambuco tem a maior taxa de letalidade do País, 8.5%. São 42.994 casos e 3.633 mortos.

Levantamento imprensa

O levantamento de dados feito pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde apontam números mais alto de casos e mortes por coronavírus no País. Os números mostram 1261 mortes em 24 horas, 21 a mais do que a apresentada pelo Conass.

A somatória de casos chega a 805.649 e o de mortos a 41.058.

O País registra o terceiro dia consecutivo com mais de mil mortes diárias. O Nordeste também superou o Nordeste em número de casos pela primeira vez ao longo da pandemia. São 285 mil casos confirmados nos nove estados, contra 281 mil em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem