Brasil supera 1 mil mortos por coronavírus e tem quase 20 mil casos

São 115 mortes e 1,7 mil casos a mais em 24 horas, segundo a mais recente atualização do Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, acompanhado dos secretários da pasta. Foto: Anderson Riedel/PR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, acompanhado dos secretários da pasta. Foto: Anderson Riedel/PR

Saúde

O Brasil contabiliza 1.056 mortos pelo novo coronavírus, segundo atualização do Ministério da Saúde nesta sexta-feira 10. É a primeira vez que o país apresenta um número de óbitos superior a 1 mil. De acordo com a pasta, são 19.638 casos identificados.

São mais 115 mortos e 1.781 casos em 24 horas. No dia anterior, a pasta havia informado 941 falecimentos e 17.857 pacientes. A taxa de letalidade é de 5,4%.

O Sudeste segue na dianteira, com 711 mortes e 11.678 casos. São Paulo está à frente na região e em todo o país, com 540 óbitos e 8.216 contaminações. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 147 falecimentos e 2.464 pacientes. Minas Gerais tem 17 mortos e 698 casos; o Espírito Santo, 7 mortes e 300 casos.

A segunda região do Brasil com maior letalidade é o Nordeste, com 195 mortes e 3.528 casos. O Pernambuco é o estado nordestino com mais óbitos (65) e apresenta 684 casos identificados. Já o Ceará tem 58 falecimentos e 1.478 casos. Em seguida, aparece a Bahia (19 mortes e 604 casos); o Rio Grande do Norte (11 mortes e 263 casos); e a Paraíba (11 mortes e 79 casos).

A região Norte registrou 68 mortes e 1.505 casos. O Amazonas identificou 50 mortes e 981 casos; o Pará, 9 mortes e 170 casos; Roraima, 3 mortes e 63 casos; Amapá e Rondônia apresentam 2 óbitos cada. Apenas o Tocantins não tem óbitos por coronavírus.

O Sul tem 57 mortes e 1.972 casos, com 25 mortes e 643 casos no Paraná, 18 mortes e 693 casos em Santa Catarina, e 14 mortes e 636 casos no Rio Grande do Sul.

Por fim, o Centro-Oeste contabiliza 26 mortes e 955 casos. No Distrito Federal, são 14 óbitos e 555 casos; em Goiás, 8 óbitos e 191 casos; Mato Grosso, 2 óbitos e 112 casos; Mato Grosso do Sul, 2 óbitos e 97 casos.

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem