Youtuber bolsonarista é atacado por Olavo de Carvalho e se diz magoado

'Eu tirei todos os livros do Olavo de Carvalho da minha livraria', declarou Nando Moura, que foi aluno do filósofo

O youtuber Nando Costa afirmja ter tirado os livros de Olavo de Carvalho de sua livraria. Créditos: divulgação

O youtuber Nando Costa afirmja ter tirado os livros de Olavo de Carvalho de sua livraria. Créditos: divulgação

Política

O youtuber bolsonarista Nando Moura publicou um vídeo no domingo 27 sobre os ataques que vem sofrendo de Olavo de Carvalho, guru do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Na publicação, Nando se diz muito triste com a situação. “Eu tirei todos os livros do Olavo de Carvalho da minha livraria. Não consigo mais reconhecer o autor dos livros que eu li. E li praticamente todos, 95%. Não consigo mais reconhecer o Olavo de 2019 neles e também não seria ético da minha parte vender algo de uma pessoa que me trata com tanto desprezo.”

 

O embate teria começado quando o youtuber se declarou a favor da “Lava Toga”, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o “ativismo judicial” de autoridades de tribunais superiores, especialmente ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

No vídeo, o youtuber ainda cita outras críticas em relação ao governo Bolsonaro, e diz não estar colocando a sua opinião, apenas se atendo aos fatos. “A lei do fundão eleitoral foi sancionada pela caneta presidencial. Toffoli, utilizando processo de Flávio Bolsonaro, paralisou 700 investigações do Coaf de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, tudo o que você imaginar de pior”, cita.

O youtuber ainda tenta amenizar as críticas ao filósofo, que ele chama de “grande mestre” e complementa: “Olavo de Carvalho me ensinou a pensar, não a obedecer cegamente”.

O professor Olavo de Carvalho, por sua vez, não usou de mesmo tom com o seu ex-aluno. Em um vídeo que publicou em suas redes sociais chamado “Discussões impossíveis”, ele afirma: “Aparece um monte de gente dando palpite e as pessoas querem que eu discuta. Eu não vou discutir com o Nando Moura, eu não sou palhaço”, dispara. Em outro momento do vídeo, o professor diz que “opiniões soltas não são a mesma coisa que teorias científicas”. “Tragam-me alguém do meu tamanho para discutir comigo, eu discuto. Agora, discutir com esses pulgas? No máximo eu posso mandar calar a boca!”.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem