Política

Temer diz ter sido procurado por ‘pessoa elegante ligada a Lula’ e confirma que parte do MDB quer apoiar o PT na eleição

O ex-presidente, que chegou ao poder após o golpe de 2016, ainda declarou que ‘conversar é o que tipifica a democracia’

O ex-presidente Michel Temer. Foto: AFP
O ex-presidente Michel Temer. Foto: AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Michel Temer (MDB), que chegou ao poder após o golpe de 2016, disse nesta quinta-feira 13 que foi procurado por “uma pessoa muito elegante” ligada ao ex-presidente Lula (PT) nos últimos meses. Também admitiu que uma parcela do MDB deseja apoiar o petista nas eleições presidenciais deste ano.

O MDB lançou oficialmente, em dezembro de 2021, a pré-candidatura da senadora Simone Tebet à Presidência da República. Na mais recente pesquisa Quaest/Genial, divulgada na última quarta-feira 12, ela aparece com 1% das intenções de voto. Lula está na liderança do levantamento, que sugere a possibilidade de triunfo do petista já no 1º turno.

“Em dado momento, fui procurado por uma pessoa muito elegante ligada a ele [Lula] e eu disse: ‘Olha, eu compreendo o presidente Lula’. Porque nós temos quilometragem na vida pública. Ele me procurou dois ou três dias depois que o ex-presidente fez um discurso em um sindicato”, disse Temer nesta quinta, em entrevista à CNN Brasil.

“E eu sinto que ele falou para a base dele, dizendo que ‘o Temer e o Bolsonaro destruíram o País’. Eu compreendo o presidente Lula. Ele não disse para mim, mas para a base dele. Mas, evidentemente, neste momento nós vamos conversar, como conversei no passado”, acrescentou.

Temer ainda declarou que “conversar é o que tipifica a democracia” e que, “ao dialogar, se você tiver responsabilidade com o País, pode até tentar influenciar”.

Ao declarar que a candidatura de Simone Tebet “pode prosperar de maneira a reunificar o MDB”, o ex-presidente ponderou que o partido é formado por “muitas tendências”, e uma delas defende o apoio a Lula já no 1º turno das eleições.

“Há uma tendência muito natural, especialmente em eminentes nomes no Nordeste, que estão muito ligados ao eleitorado local. E o eleitorado local, muitas vezes, faz com que eles sejam conduzidos a uma candidatura ‘A’ ou ‘B’, no caso, a candidatura do ex-presidente Lula. Mas ainda faltam 9 meses”, finalizou.

CartaCapital procurou a assessoria de imprensa do ex-presidente Lula, que preferiu não comentar as declarações de Temer.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.