Mundo

“Simplesmente fantástico”, diz Bolsonaro sobre discurso de Trump

Após discurso, Bolsonaro enalteceu feitos de Trump e disse que o republicano ‘renovou valores da família’

Donald Trump e Jair Bolsonaro: uma ligação umbilical. Ou não (Foto: Alan Santos/PR) Donald Trump e Jair Bolsonaro: uma ligação umbilical. Ou não (Foto: Alan Santos/PR)
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro mostrou mais uma vez sua admiração pelo presidente americano Donald Trump. O capitão assistiu ao discurso do republicano no Congresso, nesta quarta-feira 4, e logo em seguida postou sua avaliação em suas redes sociais . “Um discurso simplesmente fantástico de Donald Trump”, escreveu o presidente.

Em seguida, Bolsonaro fez uma outra postagem enaltecendo os feitos do colega. “Desemprego o menor da história; economia melhor do mundo; valores da família renovados; fronteira segura; mais de U$ 2 tri p/ as FFAA; apoio à Venezuela livre; contra o socialismo”, afirmou sem justificar de onde tirou os dados.

Nove meses antes das eleições nas quais busca a reeleição, Trump ostentou uma economia “estrondosa” diante dos legisladores, sem dizer uma palavra sobre sua quase certa absolvição no processo de impeachment que corre no Senado, de  maioria republicana, nesta quarta-feira.

“Diferente de tantos que vieram antes de mim, mantenho minhas promessas”, afirmou Trump, interrompido várias vezes por aplausos de pé e gritos de “Mais quatro anos!” dos republicanos, enquanto os membros da oposição democrata permaneceram sentados e com os semblantes sérios.

– Um discurso simplesmente FANTÁSTICO de Donald Trump.- "Nosso trabalho é colocar os Estados Unidos em primeiro lugar."

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Tuesday, February 4, 2020

Essa não é a primeira vez que Bolsonaro assiste e comenta sobre discurso feito por Trump. Em janeiro deste ano, o republicano concedeu uma entrevista para comentar os ataques americanos que resultou na morte do militar iraniano Qasem Soleimani.

Na ocasião, Bolsonaro entrou ao vivo em suas redes para assistir o presidente e no final resolveu complementar e fez críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo ele, o petista defendeu o enriquecimento de urânio pelo governo iraniano enquanto era presidente da República.

Bolsonaro fez referência ao apoio que Lula manifestou em 2009 ao “direito do Irã a desenvolver energia nuclear para fins pacíficos”, desde que houvesse “pleno respeito aos acordos internacionais”. À época, o então presidente Mahmoud Ahmadinejad chegou a visitar Brasília para falar sobre o tema com o petista.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo