…

Senadora Kátia Abreu é expulsa do PMDB após críticas ao governo Temer

Política

A senadora Kátia Abreu foi expulsa por unanimidade do PMDB pelo Conselho de ética do partido nesta quinta-feira 23. Sua filiação partidária também foi cancelada.

Ex-ministra da Agricultura no governo de Dilma Rousseff e representante no Senado do Tocantins, a ruralista votou contra o impeachment da ex-presidenta e tem feito duras críticas à gestão do peemedebista Michel Temer. Ela também votou contra a reforma trabalhista e se manifestou contrariamente à reforma da Previdência.

A movimentação incomodou os companheiros de partido, que a acusaram de violar o Código de Ética e Fidelidade Partidária, além do Estatuto da sigla, por conta desses posicionamentos.

Leia também:
Postura do PMDB com Kátia Abreu e Requião mancha sua tradição plural

Abreu, que no momento está fora do Brasil, alegou, ao longo do seu processo de expulsão que se arrastava desde setembro do ano passado, que não descumpriu as regras do partido e criticou a posição da legenda de não punir outros políticos filiados envolvidos em casos de corrupção, por exemplo. 

Além disso, a senadora fez tentativas de articulações políticas contrárias a Temer durante a tramitação das denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República contra o atual ocupante da cadeira de presidente.

Em meados de maio, a senadora fez um pronunciamento no Senado em que acusou Temer de perder a governabilidade do País e de incompetência política.

“Nós temos que encontrar uma saída. A população está revoltada, a população está insatisfeita, a população não nos respeita, não nos admira. E nós estamos aqui, embaraçados, procurando defender ninguém sabe Deus o quê”, disse ela na tribuna da Casa.

“Não é hora mais de pensar na honra do Sr. Michel Temer ou de quem quer que seja. O futuro dele, ele desenhou, ele construiu, ele escreveu”.

E continuou:

“É para isto que nós trocamos a Presidente Dilma? E eu vejo aqui alguns colegas dizendo que o Presidente tem o apoio de 18 Senadores. Grande coisa apoio de 18 Senadores – todos eu respeito muito. Apoio a quê, gente? Apoio a quem? Apoio às denúncias? Apoio a quê? Esqueceram de dizer que apoio é esse. Apoio? Apoio para quem já está manco, aleijado? Nós estamos assistindo todos os dias à perda da governabilidade. Que tivesse a altivez, a dignidade de convocar novas eleições, para que o País possa prosseguir.”

Possível candidata ao governo do Tocantins, a senadora já foi sondada pelo PSD e PDT. 

*Com informações da Agência Senado 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem