Senador Randolfe Rodrigues apresenta PEC para impedir tributação de livros

A proposta apresentada pelo governo não visa tributar os dividendos gerados pelo mercado financeiro, nem os templos religiosos

Senador Randolfe Rodrigues. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Senador Randolfe Rodrigues. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Política

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou nesta terça-feira 18 uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC)  para impedir a tributação sobre livros, jornais, periódicos, sejam físicos ou eletrônicos, e o papel destinado à sua impressão.

Essa nova tributação consta na Reforma Tributária enviada ao Congresso pelo governo de Jair Bolsonaro. “Pelo que se percebe, esse não é um governo preocupado com a educação e o bem-estar da população mais carente, mas sim com a proteção dos interesses dos mais ricos, que continuarão isentos de taxações tributárias de seus jatinhos e lanchas de lazer”, diz Randolfe.

 

Para o senador, o discurso do governo sobre a reforma tributária menospreza a função social do livro na sociedade moderna e sua importância para a preservação da democracia. “Uma população de leitores bem informados e com pensamento crítico é tudo o que não interessa ao atual governo”, justifica.

Como já era esperado, a proposta do governo não visa tributar os dividendos gerados pelo mercado financeiro, assim como empresas que não realizam atividade econômica também, como os templos religiosos.

“Tributar livros é o mesmo que tributar a cultura, o saber e o direito das pessoas em, lendo livros, se tornarem cidadãos participativos do progresso social”, completa o senador.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem