Política

“Se o senhor não tem, deve ter tido avós”, diz Doria a Bolsonaro

Em coletiva, o governador de SP voltou a criticar a atuação do presidente perante à crise do coronavírus e pediu liderança responsável

Foto: GOVESP
Foto: GOVESP
Apoie Siga-nos no

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) voltou a criticar a atuação do presidente Jair Bolsonaro perante à crise do coronavírus. Em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira 25, o governador pediu que o presidente deixe o palaque e não faça política com o momento. “Se o senhor não tem, deve ter tido avós. Respeite os idosos… A economia não pode ultrapassar a vida”, disse Doria a Bolsonaro.

O tucano, que começou a coletiva mostrando seu segundo teste que deu negativo para o coronavírus, anunciou que se reunirá no final do dia com todos os governadores do Brasil para traçarem uma estratégia de combate ao coronavírus. O encontro, que será online, não contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Na coletiva, o governador também anunciou novas medidas para conter a crise do coronavírus. Uma bolsa de R$55 por mês para as crianças de extrema pobreza que estão afastadas das escolas, a inclusão de militares na vacinação contra a gripe, e o anuncio de 150 novos leitos de UTI na Brasilândia, distrito da capital paulista.

Troca de farpas entre Doria e Bolsonaro

Mais cedo, o tucano realizou uma reunião, por videoconferência, com o presidente para discutirem soluções para a crise do coronavírus. Junto de outros governadores do sudeste, Doria e Bolsonaro entraram em conflito e trocaram farpas.

O capitão acusou Doria de fazer política com o momento. “Se você não atrapalhar, o Brasil vai decolar  conseguir sair desasa crise. Saia do palanque”, disse o presidente.

O governador pediu para que Bolsonaro não confisque os respiradores que estavam destinados ao estado de São Paulo e disse que se isso acontecer, vai levar o caso à Justiça. “Vocês precisam entender que São Paulo é o epicentro dessa grave crise de saúde”, ressaltou Doria.

Bolsonaro respondeu dizendo que o tucano usou sua imagem para ganhar as eleições e agora o ataca. “Subiu à sua cabeça a possibilidade de ser presidente do Brasil. Não tem responsabilidade. Não tem altura para criticar o governo federal”, disse o presidente ao tucano.

Alexandre Putti

Alexandre Putti
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.