Renan rebate Bolsonaro e diz que ‘todos serão investigados’ na CPI

'O que mata é a pandemia pela inação e inépcia que eu torço que não seja dele, porque nós não queremos fulanizar isso aqui', afirmou

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Política

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) rebateu as indiretas do presidente Jair Bolsonaro sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado ter de investigar o filho do parlamentar, Renan Filho, governador de Alagoas.

Bolsonaro não citou nome, mas disse que o colegiado deveria investigar “filho de senador”.

“Eu queria com a permissão dos senhores dizer, com todo respeito ao presidente, que o que mata é a pandemia pela inação e inépcia que eu torço que não seja dele, porque nós não queremos fulanizar isso aqui”, disse o senador.

“Com relação ao estado de Alagoas, ele não gaste o seu tempo ociosamente como tem gasto o seu tempo, enquanto brasileiros continuam morrendo. Aqui nessa CPI, se houver necessidade, todos sem exceção serão investigados”, disse.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem