Política

Quaest: Lula lidera em Minas, mas vantagem para Bolsonaro cai

A distância entre os dois primeiros colocados, que agora é de 9 pontos percentuais, era de 18 pontos no levantamento anterior

Apoie Siga-nos no

Pesquisa Quaest divulgada nesta sexta-feira 12 mostra que o ex-presidente Lula (PT) lidera a corrida eleitoral em Minas Gerais com 42% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 33%.

A distância entre os dois primeiros colocados, que agora é de 9 pontos percentuais, era de 18 pontos no levantamento anterior, feito em julho.

Dos demais candidatos, segundo o instituto, o melhor colocado é Ciro Gomes (PDT), que somou 6% das intenções de voto.

A pesquisa indica que o crescimento de Bolsonaro se deu no eleitorado de renda baixa e também de renda alta.

“Neste segundo grupo, o crescimento foi superior à margem de erro, 12 pontos”, escreveu o diretor da Quaest, Felipe Nunes. “Na renda baixa, chama atenção a queda de 8 pontos nas intenções de voto de Lula e o crescimento de 7 pontos de Bolsonaro”.

De acordo com o cientista político, outra mudança significativa foi captada entre os evangélicos. “O empate técnico em julho se transformou em uma diferença pró-Bolsonaro de 18 pontos percentuais”, disse. “O mesmo padrão observado na pesquisa nacional publicada na última semana”.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno a diferença entre Lula e Bolsonaro também caiu. Em julho, era de 25 pontos percentuais e agora é de 12.

Se as eleições fossem hoje, de acordo com a pesquisa, Lula venceria por 49% a 37% no estado. Um mês atrás, esse placar do segundo turno era 55% a 30%.

A simulação de segundo turno — Foto: Genial/Quaest

A pesquisa Quaest, contratada pelo banco Genial, entrevistou 2000 eleitores de 16 anos ou mais presencialmente em Minas Gerais no período de 6 a 9 de agosto. A margem de erro é estimada em dois pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação BR-08299/2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.