Política

Quaest: Lula lidera com 44% e abre 10 pontos de vantagem para Bolsonaro

Ex-capitão ficou estagnado com 34% das intenções de voto; Ciro oscilou negativamente

Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

A pesquisa Quaest desta quarta-feira 21 mostra que a vantagem de Lula (PT) para Jair Bolsonaro (PL) no primeiro turno das eleições é maior do que a da semana passada. A diferença entre os dois candidatos é agora de 10 pontos percentuais, 2 a mais do que na pesquisa anterior. A oscilação, vale dizer, está dentro da margem de erro, mas reverte uma tendência de aproximação.

Em percentuais, Lula voltou a marcar 44%, enquanto Bolsonaro segue estagnado nos 34%. Mais distantes na disputa estão Ciro Gomes (PDT), que oscilou negativamente de 7% para 6%, e Simone Tebet (MDB), que saiu de 4% para 5%. As oscilações estão dentro da margem de erro e confirmam o empate técnico entre o pedetista e a senadora. Entre todas as demais candidaturas a única a pontuar é a de Soraya Thronicke (União Brasil), com 1%.

No cenário espontâneo, o petista também lidera. São 34% de intenções de voto, ante 30% de Bolsonaro. Nos dois casos, a oscilação é de 1 ponto para cima. Neste cenário, Ciro Gomes tinha 4% e passou a 2%. Os indecisos somavam 29% e hoje são 28%.

Segundo turno

Na disputa principal, entre Lula e Bolsonaro, o ex-presidente tem vantagem. Segundo a Quaest, Lula venceria o ex-capitão por 50% a 40%. Neste recorte, o desempenho de Bolsonaro se manteve estagnado, enquanto Lula viu seu percentual oscilar 2 pontos positivos.

Rejeição

Ainda segundo a Quaest, Bolsonaro e Ciro são os candidatos mais rejeitados pelos eleitores na disputa presidencial. Ao todo, os dois políticos têm 54% de indicações de ‘não voto de jeito nenhum’ por parte dos entrevistados. O empate numérico é puxado por um salto de 4 pontos percentuais na reprovação ao pedetista. Neste quesito, Lula é o terceiro com 46%. Os demais nomes ainda são desconhecidos pelos eleitores.

A pesquisa

Foram entrevistados presencialmente 2 mil eleitores brasileiros entre os dias 17 e 20 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi contratada pela consultoria de investimentos Genial e está registrada na Justiça Eleitoral como BR-04459/2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.