CartaExpressa

Quaest/Genial: Rejeição popular ao governo Bolsonaro cresce cinco pontos e vai a 53%

O governo só é visto como positivo por 20% (eram 23% no levantamento anterior)

O presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP
O presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP

Pesquisa Quaest/Genial divulgada nesta terça-feira 5 aponta que a rejeição popular ao governo de Jair Bolsonaro continua a crescer. 53% avaliam a atual gestão de forma negativa, um aumento de cinco pontos percentuais na comparação com a rodada anterior, no início de setembro.

Para 24%, o governo é regular (eram 26%). A gestão só é vista como positiva por 20% (eram 23%).

O levantamento também indicou a perda de apoio do governo em sua base de eleitores em 2018. 41% dos que votaram em Bolsonaro há três anos analisam o governo de forma positiva, ante 47% na pesquisa anterior. Para 32%, ele é regular. Para 26%, é negativo (eram 19%).

Entre os eleitores de Fernando Haddad, 81% veem o governo de forma negativa (eram 74%). A gestão é regular para 15% (eram 18%) e positiva para 3% (eram 6%).

A pesquisa Quaest/Consultoria contou com 2.048 entrevistas entre 30 de setembro e 3 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!