Publicação de Bolsonaro é marcada como falsa por Facebook e Instagram

O presidente postou vídeo que comparava títulos de matéria feita em 2019, mas erro de tradução do espanhol altera sentido da 'denúncia'

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Política

O Facebook e o Instagram marcaram uma publicação do presidente Jair Bolsonaro como portadora de informações falsas devido a uma distorção em relação à títulos jornalísticos do jornal El País.

“Se você não lê jornal está sem informação, sê lê está desinformado”, escreveu o presidente sobre o vídeo em questão, que traz a diferença entra dois títulos publicados no jornal – um em sua edição em espanhol, outro para a edição brasileira.

A reportagem remonta é de 2019, quando o presidente brasileiro fez seu primeiro discurso na abertura no Fórum Econômico Mundial de Davos. O título da matéria em espanhol era “Bolsonaro anima a los ejecutivos de Davos a investir de nuevo en Brasil”. Na tradução literal feita pelo autor do vídeo, ficaria “Bolsonaro anima os executivos de Davos a investir no Brasil”. Depois, ele compara o título da edição brasileira do jornal, que foi “O breve discurso de Bolsonaro decepciona em Davos”.

No entanto, a Agência Lupa, uma das consultadas pelas redes para a checagem de informações, apontou que a tradução do termo ‘anima’ foi feita erroneamente pelo autor do vídeo. “Animar, em espanhol, não tem exatamente o mesmo significado que em português, e a tradução feita no vídeo, portanto, é incorreta”, escreveu a agência [confira a checagem completa].

O mesmo erro já havia sido cometido pelo filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), mas em 2019. Na ocasião, a própria repórter das matérias, Alicia Gonzalez, respondeu ao parlamentar afirmando que ele havia feito uma tradição imprecisa do termo.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem