Presidente da Alesp proíbe homenagem ao ditador chileno Pinochet

O tributo seria realizado pelo deputado Frederico D’Ávila, do PSL, em decorrência do aniversário de falecimento do general

Presidente da Alesp, deputado estadual Cauê Macris. Foto: Alesp

Presidente da Alesp, deputado estadual Cauê Macris. Foto: Alesp

Política

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, o deputado Cauê Macris (PSDB) anunciou, na noite desta quarta-feira 20, que vai proibir que seja feita uma homenagem ao  ditador chileno Augusto Pinochet. O tributo seria feito pelo deputado Frederico D’Ávila, do PSL, em decorrência do aniversário de falecimento do general, que se dá no dia 10 de dezembro.

Macris respondeu um Twitter da jornalista Daniela Lima, da Folha de S. Paulo, anunciando que assina nesta quinta-feira 21 um ato para impedir a homenagem.

Augusto Pinochet comandou o Chile entre 1973 e 1990, e esteve a frente do país no período da sangrenta ditadura chilena. Foi no governo dele, também, que medidas de austeridade neoliberais começaram a ser implementadas na América Latina.

O deputado Frederico D’Ávila apresenta-se como fruto da “força do setor da agricultura” e destaca em sua biografia o projeto de lei 92/2019, que visa instituir o Programa Cívico-Militar no ensino fundamental e médio da rede pública e privada em São Paulo.

Bolsonarista ávido nas redes sociais e ex-assessor do ex-governador Geraldo Alckimin, Ávila publicou no último dia 15 que não havia “nada para comemorar” em relação à Proclamação da República. “Dia do golpe”, escreveu.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem