CartaExpressa

Porta-voz dos EUA rebate ataque de Bolsonaro às urnas e cobra cumprimento da Constituição

Ned Price afirmou que o sistema de votação brasileiro é confiável e que se tornou modelo internacional

O presidente Jair Bolsonaro (PL), durante reunião com embaixadores: Reprodução
Apoie Siga-nos no

Um dia após o encontro do presidente Jair Bolsonaro (PL) com embaixadores – no qual o ex-capitão fez ataques ao sistema eleitoral brasileiro e à Justiça Eleitoral – o porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Ned Price, reagiu às declarações do ex-capitão.

Segundo o representando norte-americano, o sistema eleitoral brasileiro é confiável e se tornou um exemplo de modelo para outros países. Ele ainda afirmou que o governo do presidente Joe Biden espera que as instituições brasileiras atuem para defender a Constituição durante as eleições.

“Eleições vêm sendo conduzidas pelo sistema eleitoral brasileiro, capacitado e já testado, e pelas instituições democráticas com sucesso por muitos anos, então ele é um modelo para nações deste hemisfério e além”, disse Price, durante coletiva em Washington.

“Como um parceiro democrático do Brasil, vamos acompanhar as eleições de outubro com grande interesse e expectativa total que sejam conduzidas de forma livre, justa e confiável, com todas as instituições agindo segundo seu papel constitucional”, concluiu.

Na terça-feira 19, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil já havia emitido uma nota com teor semelhante ao pronunciamento de Price.

Bolsonaro tem promovido campanhas de desinformação sobre o sistema eleitoral e orientado as Forças Armadas a pressionarem a Justiça Eleitoral, em uma tentativa de mudar regras eleitorais a poucos meses do pleito.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.