“Não é isso tudo”, diz Bolsonaro sobre crise do coronavírus

Para o presidente, doença que já matou mais de 4000 pessoas no mundo é 'muito mais fantasia' propagada pela 'grande mídia'

(Miami - Flórida, 10/03/2020) Presidente da República Jair Bolsonaro participa da Sessão de Abertura da Conferência Internacional Brasil-Estados Unidos: um novo prisma nas relações de parceria e investimentos. (Foto: Alan Santos/PR)

(Miami - Flórida, 10/03/2020) Presidente da República Jair Bolsonaro participa da Sessão de Abertura da Conferência Internacional Brasil-Estados Unidos: um novo prisma nas relações de parceria e investimentos. (Foto: Alan Santos/PR)

Política

O presidente Jair Bolsonaro opinou, em um discurso feito nesta terça-feira 10 em Miami, nos Estados Unidos, que a crise do coronavírus no mundo é “pequena” e é “muito mais fantasia” propagada pela grande mídia.

“Obviamente temos no momento uma crise, uma pequena crise. No meu entender, muito mais fantasia, a questão do coronavírus, que não é isso tudo que a grande mídia propaga pelo mundo todo”, afirmou Bolsonaro no Fórum das Américas, uma conferência internacional promovida por empresários.

Em pronunciamento oficial feito há três dias, porém, Bolsonaro havia afirmado que o coronavírus era um “grande desafio” para o mundo, reiterou medidas tomadas pelo Ministério da Saúde e transmitiu a mensagem de que não havia motivos para pânico.

O Brasil tinha 25 casos confirmados da doença até o final da segunda-feira 09. Já o restante do mundo registra, até o momento, 116.152 casos confirmados do Covid-19. Já são mais de 4000 mortes ao redor do mundo, sendo mais de 3000 na China. Na Europa, o país mais atingido é a Itália, que registra 9172 casos e 463 mortes.

Nesta terça-feira , a Basílica e a Praça de São Pedro do Vaticano anunciaram o fechamento aos turistas e visitas guiadas até 3 de abril, “para evitar a propagação do coronavírus”, anunciou a Santa Sé. Esta medida adotada pelas autoridades do Vaticano significa que os fiéis e os turistas não poderão se reunir na quarta-feira na Praça de São Pedro para a audiência do papa Francisco, que deve ser transmitida por vídeo.

*Com informações da AFP

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem