Política

Na véspera de ato, Eduardo Bolsonaro denuncia abusos do Judiciário em evento com Trump e Milei

Deputado afirmou que o pai é vítima de uma “tirania” e pediu para os presentes compartilharem vídeos da manifestação deste domingo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL) no CPAC 2024 Foto: Reprodução/YouTube/CPAC
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL) discursou neste sábado 24 no CPAC 2024, congresso que reúne conservadores da direita global, como o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente argentino, Javier Milei.

Em seu discurso, o filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) denunciou o que chamou de “abusos do Judiciário” no Brasil e pediu aos congressistas norte-americanos presentes no evento uma audiência para discutir o tema no Congresso dos EUA.

“Idosos, mulheres grávidas e até crianças acusadas de serem terroristas, de terem tentado um golpe armado. Mesmo que nenhuma arma tenha sido empregada, o sistema judicial totalitário criou, com a ajuda da mídia tradicional, a narrativa de que essas pessoas comuns eram uma ameaça ao Estado brasileiro. E esse clima persecutório se expandiu com a censura e perseguição a críticos do atual governo. E, sob a desculpa de preservar a democracia que já não existe, estes tiranos esmagaram a oposição política no país”, afirmou.

Eduardo citou o nome de golpistas presos durante os atos de 8 de Janeiro e apontou os supostos abusos do Judiciário contra jornalistas, como Allan dos Santos, Rodrigo Constantino e Paulo Figueiredo.

Ele ainda citou as “injustiças” cometidas contra seu pai e pediu que os presentes ajudassem a circular as imagens do evento pró-Bolsonaro, programado para esse domingo 25, em São Paulo.

“Meu pai agora é processado e caluniado das mais diversas formas”, afirmou.

“Termino fazendo um apelo: relatem o que está acontecendo no Brasil. Amanhã, teremos um milhão de pessoas nas ruas de São Paulo em apoio ao presidente Bolsonaro. Façam com que essas imagens circulem pelo mundo. Congressistas americanos, pedimos uma audiência em seu Congresso. Vocês são os líderes do mundo livre. Ajudem-nos a expor esta tirania”, completou.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo