Educação

Ministro da Educação pede prioridade para professores na vacinação

Milton Ribeiro conversou com Eduardo Pazuello nesta terça-feira 16: ‘A resposta é que está sendo analisado’

Ministro da Educação, Milton Ribeiro (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Apoie Siga-nos no

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou, nesta terça-feira 16, que pediu ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prioridade na vacinação dos professores para acelerar a retomada das aulas presenciais.

 

O ministro compareceu ao Ministério da Saúde na manhã desta terça, a exemplo do novo chefe da pasta, Marcelo Queiroga, que substituirá Pazuello.

Segundo Ribeiro, a Saúde informou que incluirá os professores “o mais cedo possível”.

“Nós estamos aí, todo mundo, naturalmente, precisa da vacina e eu queria dar essa oportunidade para os professores. Mas nós temos em torno de dois milhões e meio a três milhões de professores que poderiam ser alvo dessa vacinação”, declarou o chefe do MEC.

“A resposta é que está sendo analisado, o mais cedo possível, e que isso vai entrar na escala, eu creio, que para abril, antes de maio, isso vai ser possível”, acrescentou Ribeiro.

Pela última atualização do Plano Nacional de Imunizações, os professores aparecem em 15º lugar na lista de prioridades.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.