Ministério da Justiça desafia FacadaFest a mostrar íntegra de documento

Perfil oficial do órgão dirigido por Sérgio Moro contesta a divulgação parcial de documento por festival punk e pede: 'Divulguem a íntegra!'

Ministério da Justiça desafia FacadaFest a mostrar íntegra de documento

Política

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública contestou, neste sábado 29, a divulgação de detalhes do inquérito que pede a intimação dos organizadores do festival punk FacadaFest por apologia à violência em cartazes de divulgação do evento.

O caso veio à tona durante a semana, a partir de uma matéria publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, e desde então vem provocando bate-boca entre as partes. O ministro Sérgio Moro contesta o jornal e nega que seja o autor do pedido, enquanto o festival endossa a informação dada pela reportagem.

 

Neste sábado 29, a disputa ganhou mais um capítulo: o perfil oficial do Ministério da Justiça e da Segurança Pública nas redes sociais fez um desafio ao FacadaFest: “Informamos que o documento exposto pelo grupo foi divulgado aos jornalistas pelo próprio Ministério da Justiça e Segurança Pública, mas ele não está completo. Divulguem a íntegra!”

Entenda o caso

O pedido de intimação dos organizadores do festival por apologia à violência veio à tona em reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo na quinta-feira 27. Na matéria, o veículo indica que o ministro Sérgio Moro seria o autor da requisição, mas o ex-juiz negou a autoria em suas redes sociais. Ainda assim, admitiu que “poderia ter sido”.

Na sexta-feira 28, porém, o perfil do festival punk nas redes sociais saiu em defesa do jornal e contestou a informação dada pelo ministro. “A Folha não mente. Pelo contrário”, diz a publicação do Facada Fest, expondo uma foto de parte do documento em que aparece o nome de Sérgio Moro e sua assinatura eletrônica.

Diante disso, o Ministério da Justiça e da Segurança Pública decidiu se pronunciar nas redes sociais. Neste sábado 29, o órgão informou ter sido o responsável pela divulgação do documento aos jornalistas e fez um desafio ao Facada Fest: “Divulguem a íntegra!”.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem