Política

Lira anuncia criação de comissão especial sobre PEC do voto impresso

Se aprovada, as eleições continuarão sendo feitas por urnas eletrônicas, mas terão também uma cédula para comprovar resultados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e o ex-presidente Jair Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou a criação de uma comissão especial para analisar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria o voto impresso auditável.

A decisão se deu por meio de Ato da Presidência da Câmara, lido por Lira logo após o encerramento da sessão plenária da terça-feira 4.

O colegiado terá 34 membros titulares e o mesmo número de suplentes. A PEC 135/2019 é de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF) e determina a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos.

A parlamentar bolsonarista comemorou a decisão em suas redes sociais. Segundo Bia, a decisão de Lira é uma vitória parcial.

O voto impresso é uma agenda do presidente Jair Bolsonaro. O ex-capitão sempre criticou o modelo eleitoral do Brasil e, sem provas,  chegou a dizer que as eleições de 2018, a qual ele foi vencedor, foram roubadas.

Se aprovada, as eleições continuarão sendo feitas por urnas eletrônicas, mas terão também uma cédula para comprovar resultados.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.