Justiça autoriza investigação criminal contra deputado que assediou Isa Penna

Fernando Cury foi flagrado apalpando os seios da deputada durante sessão na Assembleia Legislativa de SP

Foto: Reprodução/Alesp

Foto: Reprodução/Alesp

Política

A Justiça de São Paulo autorizou a abertura de uma investigação criminal contra o deputado estadual Fernando Cury, que, no fim de 2020, foi flagrado apalpando os seios da deputada Isa Penna (PSOL) em uma sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo.

 

 

O desembargador João Carlos Saletti determinou a oitiva de onze parlamentares que presenciaram o episódio, como o presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), Carlos Eduardo Pignatari (PSDB), Erika Malunguinho (PSOL) e Professora Bebel (PT).

“Autorizo a Procuradoria-Geral de Justiça a proceder à instrução do procedimento investigatório, mediante a colheita de depoimentos de testemunhas e interrogatório dos investigados”, afirma no despacho em que acatou pedido feito pelo Ministério Público de São Paulo.

A solicitação para a instauração de um inquérito policial foi feita pelas advogadas Danyelle Galvão e Mariana Serrano, que representam Isa Penna.

“É inadmissível que uma mulher – ainda mais em seu ambiente de trabalho, e dentro de um órgão público – seja desrespeitada dessa forma. Mais ainda, é revoltante a tranquilidade que o requerido mostra ao cometer um crime contra a liberdade sexual de sua colega de trabalho, num ambiente público e televisionado”, argumentam as advogadas.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem