Política

Santa Maria

Juiz nega relaxamento de prisão para investigados sobre incêndio na Boate Kiss

por Agência Brasil publicado 06/02/2013 15h51, última modificação 06/02/2013 15h51
Pedido foi feito pelos sócios da boate e pelos integrantes da banda Gurizada Fandangueira

Brasília – O juiz Ulisses Lozada, da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, negou pedido de relaxamento de prisão para os empresários e sócios da Boate Kiss, Mauro Hoffmann e Elissandro Spohr, e para os integrantes da banda Gurizada Fandangueira Luciano Bonilha e Marcelo Jesus.

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, a decisão mantém a prisão temporária dos quatro, em meio às investigações acerca do incêndio registrado no último dia 27 e que deixou, até agora, 238 mortos.
Nesta quarta-feira 6, Agentes da Polícia Civil procuram por provas que ajudem nas investigações. Não foi informado quantos mandados de busca e apreensão foram emitidos, nem quantos serão cumpridos ao longo do dia. A previsão é que, no final da tarde, seja apresentado um balanço das operações.
Além do cumprimento dos mandados, os agentes tomam depoimento de feridos e de outros envolvidos na tragédia. As investigações devem ser concluídas no final do mês.
*Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

registrado em: Política, Celso Amorim, Sociedade