Política

Isolado, Doria não vai a reunião com a cúpula do PSDB e mantém impasse sobre candidatura

O comando tucano planejava se reunir com o ex-governador de São Paulo para convencê-lo a abrir mão da disputa

O pré-candidato do PSDB à Presidência, João Doria. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
O pré-candidato do PSDB à Presidência, João Doria. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O desfecho da longa novela sobre a candidatura de João Doria à Presidência pelo PSDB não deve ocorrer nesta quarta-feira 18. O comando tucano planejava se reunir com o ex-governador de São Paulo para convencê-lo a abrir mão da disputa, mas supostas incompatibilidades de agenda fizeram a ideia naufragar.

Nas redes sociais, Doria afirmou nesta quarta que “o momento é de diálogo” e que “o projeto de construção política deve priorizar o Brasil e o povo brasileiro”.

Em uma reunião em Brasília na terça-feira 17, a maioria da Executiva Nacional do PSDB decidiu fazer uma investida para pressionar Doria a recuar da candidatura ao Palácio do Planalto. O plano uniu o presidente da legenda, Bruno Araújo, e o deputado mineiro Aécio Neves.

A decisão de Doria terá impacto direto na estratégia de PSDB, MDB e Cidadania, que planejavam anunciar nesta quarta um nome de consenso para concorrer à Presidência. Os emedebistas apostam na senadora Simone Tebet (MDB-MS), mas Doria não deu sinais de estar disposto a abdicar da cabeça de chapa.

Na terça-feira, Bruno Araújo disse, após a reunião da cúpula tucana, não ser possível “dar nenhum passo” em relação ao candidato único da terceira via sem um “diálogo interno” com Doria.

“Isso passa por um processo de diálogo e construção em que ele (Doria) tenha também a percepção das dificuldade políticas, mas também o poder político que ele tem como pré-candidato”, afirmou o presidente da legenda ao jornal O Globo.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.