Política

Ipec: Lula lidera a disputa pela Presidência com 12 pontos sobre Bolsonaro no 1º turno

Ciro Gomes (PDT) aparece na 3ª posição, distante dos dois primeiros colocados

Lula e Jair Bolsonaro. Fotos: Ricardo Stuckert e Clauber Caetano/PR
Apoie Siga-nos no

Uma pesquisa Ipec encomendada pela TV Globo e divulgada nesta segunda-feira 15 aponta que Lula (PT) lidera a disputa pela Presidência da República, com 12 pontos percentuais de vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL).

Confira os números:

  • Lula (PT): 44%
  • Jair Bolsonaro (PL): 32%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • Vera Lúcia (PSTU): 1%
  • Brancos e nulos: 8%
  • Não sabem/Não responderam: 7%

Eymael (DC), Felipe D’Ávila (Novo), Leonardo Péricles (UP), Pablo Marçal (PROS), Sofia Manzano (PCB) e Soraya Thronicke (União Brasil) não alcançaram 1% dos votos cada.

Na rodada anterior, divulgada em dezembro de 2021, Lula aparecia com 48% das intenções de voto, ante 21% de Bolsonaro. Não é possível estabelecer uma comparação direta entre as pesquisas porque a de oito meses atrás trazia nomes como os de Sergio Moro, João Doria, Cabo Daciolo, Rodrigo Pacheco e Alessandro Vieira.

Na projeção de segundo turno publicada nesta segunda 15, Lula bateria Bolsonaro por 16 pontos. O petista aparece com 51% das intenções de voto, ante 35% do ex-capitão. Brancos e nulos são 9%, enquanto 5% não sabem ou não responderam. O instituto não testou outros cenários de segundo turno.

Segundo o levantamento, Bolsonaro é o candidato mais rejeitado. 46% responderam que não votariam de jeito nenhum nele. Na sequência, aparecem: Lula (33%), Ciro (18%), Eymael (7%), Vera (6%), Tebet (6%), Marçal (6%), Manzano (5%), Péricles (5%) e Thronicke (4%).

O Ipec ouviu 2.000 pessoas entre 12 e 14 de agosto em 130 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o código BR-03980/2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.