CartaExpressa

Ipec: Aprovação de Lula no Nordeste cai 10 pontos, mas região é a que mais avalia bem o governo

De acordo com o instituto, a avaliação do governo caiu de 55% para 45% desde abril

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foto: EVARISTO SA / AFP
Apoie Siga-nos no

Um levantamento realizado pelo Ipec e divulgado nesta sexta-feira 9 mostra que a aprovação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) diminuiu 10 pontos percentuais no Nordeste, região onde o petista venceu Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições 2022.

De acordo com o instituto, a avaliação do governo caiu de 55% para 45% desde abril. O patamar de aprovação no Nordeste, contudo, continua o maior entre os brasileiros que avaliam a gestão petista como “boa” ou “ótima”.

Em outras regiões do País, a exemplo do Norte e Centro-Oeste, a reprovação do governo Lula aumentou 12 pontos percentuais – era 21% em abril ante 33% nesta nova rodada.

O Ipec entrevistou 2.000 pessoas de 1º e 5 de junho em 127 municípios do país. O levantamento foi encomendado pelo jornal O Globo.

Resultados gerais

A sondagem indica 37% de aprovação (ótimo ou bom) e 28% de reprovação (ruim ou péssimo) ao governo Lula. Outros 32% consideram a gestão regular.

O resultado indica um cenário de estabilidade, mas oscilações para baixo dentro da margem de erro podem indicar um alerta. Na pesquisa anterior, feita em abril, a aprovação era de 39% – agora, oscilou dois pontos para baixo na margem de erro. Já a reprovação estava em 26%, oscilando agora dois pontos para cima. Também oscilou pra cima a parcela que considera o governo regular, de 30% para 32%.

Em março, no primeiro levantamento feito pelo instituto, 17 pontos percentuais separavam os grupos dos satisfeitos e o dos insatisfeitos. Hoje, essa distância está em nove pontos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo