Grupos do ‘Fora Dilma’ fazem carreatas ‘Fora Bolsonaro’

MBL e Vem Pra Rua protestaram contra o presidente, um dia após manifestações da esquerda

Carreatas em São Paulo pediram impeachment de Bolsonaro. Foto: Vem pra Rua

Carreatas em São Paulo pediram impeachment de Bolsonaro. Foto: Vem pra Rua

Política

Um dia após carreatas e atos de grupos e partidos de esquerda pedirem o impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro, neste domingo 24, foi a vez do MBL e do Vem Pra Rua protestarem contra o presidente. Em São Paulo, a fila de carros saiu da Praça Charles Muller, no Pacaembu, e passou pela Avenida Paulista até chegar ao Parque Ibirapuera.

 

 

Segundo os organizadores, cerca de 500 carros participaram da manifestação.

Atos também foram realizados em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro, em Belém e Cuiabá.

Para o MBL, Bolsonaro foi “um dos maiores estelionatos eleitorais da história”.

“O ato de hoje foi revestido de simbolismo”, disse o coordenador nacional do MBL, Renan Santos. “Fizemos o mesmo trajeto do primeiro ato contra (a ex-presidente) Dilma (Rousseff, PT), dia 1ª de novembro de 2014. Desta vez, de carro. Pedimos o impeachment na Praça das Bandeiras. Tal qual em 2014.”

MBL e Vem Pra Rua estavam entre os movimentos que encabeçaram os protestos contra Dilma Rousseff, afastada da Presidência em 2016. Durante o ato deste domingo em São Paulo, o Vem Pra Rua e o MBL compartilharam nas redes sociais a hashtag #DireitaQuerForaBolsonaro.

No sábado, com organização das frentes Brasil Popular e Brasil sem Medo, partidos como PT e PSOL e outros movimentos de esquerda, dezenas de cidades do País, incluindo as maiores capitais, também tiveram manifestações em defesa do impeachment, da retomada do auxílio emergencial e da vacinação para toda a população.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem