Política

Geraldo Julio é o novo prefeito do Recife

O candidato do governador Eduardo Campos mostra força e encerra a disputa no primeiro turno

O novo prefeito de Recife, Geraldo Júlio (PSB), ao lado do padrinho, o governador Eduardo Campos. Foto: Divulgação / PSB
O novo prefeito de Recife, Geraldo Júlio (PSB), ao lado do padrinho, o governador Eduardo Campos. Foto: Divulgação / PSB
Apoie Siga-nos no

As urnas do Recife condenaram os erros do PT na cidade. Neste domingo 7, Geraldo Julio, secretário estadual de desenvolvimento econômico, foi eleito o novo prefeito da capital pernambucana, consolidando o sucesso local do governador Eduardo Campos (PSB). Com 100% dos votos apurados, Geraldo obteve 51,15% dos votos, contra 27,65% de Daniel Coelho (PSDB) e 17,43% de Humberto Costa (PT), o candidato apoiado pelo ex-presidente Lula.

A vitória de Geraldo Julio se deu graças a uma arrancada final que, além de consolidar a liderança de sua candidatura, fez com que ele vencesse no primeiro turno. Ao mesmo tempo, a subida de Daniel Coelho, tucano que era o “azarão” das eleições, se provou insuficiente e a derrocada de Costa, intensa demais.

Os problemas da candidatura de Humberto Costa apareceram já na articulação da candidatura. O atual prefeito do Recife, João da Costa, saiu vitorioso das prévias realizadas contra o secretário de governo, Maurício Rands. A eleição interna foi abalada por denúncias de fraudes e a Executiva Nacional do PT interveio para impor a candidatura do senador Humberto Costa.

Em meio às brigas do partido em Pernambuco, Costa foi recebido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo. Posou para fotos e teve sua candidatura ungida pelo ex-presidente. João da Costa recorreu até às últimas instâncias do partido, mas não teve sucesso e deixou um rastro de desunião. Maurício Rands, irritado, deixou o PT e abandonou a política. Lula havia prometido participar da campanha, mas, diante da iminente derrota, desistiu de ir ao Recife. Abandonado, o preterido João da Costa voltou à cena na última semana para falar publicamente o que os petistas têm falado em ambientes fechados. “Humberto Costa e João Paulo (candidato à vice e ex-prefeito) estão protagonizando a maior derrota do PT no Brasil”.

Com o rompimento PT-PSB, Eduardo Campos disse que iria comandar o processo eleitoral na capital independentemente das decisões do PT. Lançou o então desconhecido Geraldo Júlio (PSB) e conseguiu mostrar sua força no estado. Geraldo Júlio partiu do zero para 41% dos votos em três meses. Nos votos válidos, superou as expectativas aproveitando o bom momento da candidatura. Agora é o prefeito do Recife enquanto o PT precisará juntar os cacos para se recompor e buscar refazer a aliança com o PSB.

Confira os vereadores mais votados de Recife:

1) Andre Ferreira (PMDB) 15774


2) Antonio Luiz Neto (PTB) 13833


3) Priscila Krause (DEM) 13386


4) Estefano Menudo (PMDB) 12012


5) Raul Jungmann (PPS) 11873


6) Professor Jairo Britto (PT) 11233


7) Maguari (PMDB) 10806


8) Missionária Michele Collins (PP) 10589


9) Luiz Eustáquio (PT) 9928


10) Irmã Aimée (PSB) 9916

As urnas do Recife condenaram os erros do PT na cidade. Neste domingo 7, Geraldo Julio, secretário estadual de desenvolvimento econômico, foi eleito o novo prefeito da capital pernambucana, consolidando o sucesso local do governador Eduardo Campos (PSB). Com 100% dos votos apurados, Geraldo obteve 51,15% dos votos, contra 27,65% de Daniel Coelho (PSDB) e 17,43% de Humberto Costa (PT), o candidato apoiado pelo ex-presidente Lula.

A vitória de Geraldo Julio se deu graças a uma arrancada final que, além de consolidar a liderança de sua candidatura, fez com que ele vencesse no primeiro turno. Ao mesmo tempo, a subida de Daniel Coelho, tucano que era o “azarão” das eleições, se provou insuficiente e a derrocada de Costa, intensa demais.

Os problemas da candidatura de Humberto Costa apareceram já na articulação da candidatura. O atual prefeito do Recife, João da Costa, saiu vitorioso das prévias realizadas contra o secretário de governo, Maurício Rands. A eleição interna foi abalada por denúncias de fraudes e a Executiva Nacional do PT interveio para impor a candidatura do senador Humberto Costa.

Em meio às brigas do partido em Pernambuco, Costa foi recebido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo. Posou para fotos e teve sua candidatura ungida pelo ex-presidente. João da Costa recorreu até às últimas instâncias do partido, mas não teve sucesso e deixou um rastro de desunião. Maurício Rands, irritado, deixou o PT e abandonou a política. Lula havia prometido participar da campanha, mas, diante da iminente derrota, desistiu de ir ao Recife. Abandonado, o preterido João da Costa voltou à cena na última semana para falar publicamente o que os petistas têm falado em ambientes fechados. “Humberto Costa e João Paulo (candidato à vice e ex-prefeito) estão protagonizando a maior derrota do PT no Brasil”.

Com o rompimento PT-PSB, Eduardo Campos disse que iria comandar o processo eleitoral na capital independentemente das decisões do PT. Lançou o então desconhecido Geraldo Júlio (PSB) e conseguiu mostrar sua força no estado. Geraldo Júlio partiu do zero para 41% dos votos em três meses. Nos votos válidos, superou as expectativas aproveitando o bom momento da candidatura. Agora é o prefeito do Recife enquanto o PT precisará juntar os cacos para se recompor e buscar refazer a aliança com o PSB.

Confira os vereadores mais votados de Recife:

1) Andre Ferreira (PMDB) 15774


2) Antonio Luiz Neto (PTB) 13833


3) Priscila Krause (DEM) 13386


4) Estefano Menudo (PMDB) 12012


5) Raul Jungmann (PPS) 11873


6) Professor Jairo Britto (PT) 11233


7) Maguari (PMDB) 10806


8) Missionária Michele Collins (PP) 10589


9) Luiz Eustáquio (PT) 9928


10) Irmã Aimée (PSB) 9916

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.