Política

Flávio Dino: não há uma saída simples para conjuntura econômica atual

Governador do Maranhão participou de evento realizado pelo Centro de Liderança Pública

Governador do Maranhão, Flávio Dino. Foto: Gilson Teixeira/GMA
Governador do Maranhão, Flávio Dino. Foto: Gilson Teixeira/GMA

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB-MA) afirmou que não há uma “saída simples” para a atual conjuntura do País, se referindo ao cenário econômico e à desigualdade social.

“Não há uma saída simples. Não há espaço para uma espécie de salve-se quem puder, ou seja, a lei da selva, em que alguns conseguem sobreviver nessa conjuntura de dificuldades e outros estariam supostamente condenados ao perecimento e ao sofrimento”, afirmou Dino durante o 4º Encontro Nacional de Liderança e Gestão Pública, realizado pelo Centro de Liderança Pública neste sábado.

Na avaliação de Dino, a identificação de soluções para esta conjuntura deve passar pela Constituição Federal, que preza pela redução das desigualdades e pela justiça social.

“Lamentavelmente, vemos retrocessos e muitos planos. Me refiro às dificuldades presentes que o Brasil atravessa em que a inflação ameaça muito durante os lares brasileiros”, afirmou Dino, citando que a pandemia do coronavírus trouxe sequelas sanitárias, educacionais, econômicas e sociais.

“Por isso, temos que identificar o caminho certo: quais as tendências mais adequadas para mudar essa realidade que não serve ao Brasil”, disse.

O governador acrescentou que os principais instrumentos de justiça econômica estão ligados à União, como moeda, crédito, câmbio e instituições de fomento.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!