EUA rejeitam entrada do Brasil na OCDE, diz emissora americana

Segundo a emissora Bloomberg, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que apoia apenas a adesão de Argentina e Romênia

Jair Bolsonaro e o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, responsável pelo atuação do Brasil no Covax Facility. 

Foto: Agência Brasil

Jair Bolsonaro e o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, responsável pelo atuação do Brasil no Covax Facility. Foto: Agência Brasil

Política

O governo dos EUA recusou a entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A informação foi divulgada nesta quinta-feira 10 pela emissora norte-americana Bloomberg.

O veículo afirma que o secretário de Estado dos EUA, Michael Pompeo, rejeitou um pedido de discussão sobre o aumento do grupo dos países mais ricos.

A emissora reporta uma cópia de um documento enviado para o secretário-geral da OCDE, Angel Gurria, em 28 de agosto. Na carta, Pompeo declara que o apoio de Washington é exclusivo às candidaturas de Argentina e Romênia.

“Os EUA continuam a preferir a ampliação a um ritmo contido que leve em conta a necessidade de considerar planos de governança e sucessão”, afirmou o secretário de Estado na carta.

A mensagem de Pompeo contradiz a declaração do presidente Donald Trump, em março, sobre o apoio da Casa Branca ao presidente Jair Bolsonaro na escalada à OCDE.

Para entrar no clube, o Brasil anunciou que abriria mão do tratamento especial que recebe na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Mais informações em breve.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem