“Eu vou no meio do povo, quem me critica que não vá” justifica Bolsonaro

O presidente ignorou a pandemia de coronavírus e visitou comércios em Brasília causando aglomerações

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: AFP

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: AFP

Política

Após descumprir a recomendação do Ministério da Saúde e visitar os comércios de Brasília, o presidente Jair Bolsonaro justificou sua saída neste domingo 29 dizendo que é assim que se comporta um chefe de Estado.

“Eu vou no meio do povo. Quem me critica que não vá. Dúvida que vá, mas eu vou. Eu sou o povo. No meu entender é como deve se comportar um chefe de Estado. Tem tudo aí dentro do Palácio, tem coisas que até eu nem sei que tem. Mas não posso fazer isso, preciso ver o que está acontecendo. Não marquei nada, já estava o povo lá dentro. Fui reconhecido”, justificou o capitão.

O presidente voltou a atacar o isolamento social, defendido inclusive pelo seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e disse que pretende enfrentar o conoravírus como homem e não como moleque. “Temos o vírus? Temos, mas temos a questão do desemprego, que é gravíssimo também. Aqueles que tomaram uma decisão que cuja o remédio foi além do normal, recue”, disse o capitão se referindo aos governadores que decretaram quarentena em seus estados.

A fala foi feita em frente ao Palácio da Alvorada no momento que o presidente retornava de uma passeio que resolveu fazer em alguns locais da capital para reforçar o discurso de que o Brasil não pode parar, campanha feita pelo seu governo em meio à pandemia de coronavírus,

A saída do presidente acontece um dia depois do ministro da Saúde defender a manutenção das medidas de isolamento para conter o avanço do novo coronavírus. Brasília tem 242 casos confirmados de contaminação pelo coronavírus, com 39 pessoas da UTI e outras nove em situação altamente crítica.

“Vou continuar fazendo meu trabalhão da maneira que acho que deve ser feito. Eu to na linha de frente com meus soldados. Não sou general, mas estou na linha da frente”, enfatizou Bolsonaro.

– Agora, Ceilândia/DF.

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, March 29, 2020

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem