“Esse vírus é igual a uma chuva. Vai molhar 70% de vocês”, diz Bolsonaro

O presidente voltou a defender o fim do isolamento social e criticou medidas decretadas por governadores

Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/Presidencia da Republica

Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/Presidencia da Republica

Política

O presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar a pandemia do coronavírus e criticou o isolamento social decretado em alguns estados. Nesta sexta-feira 03, o capitão comparou o vírus com chuva e disse que a solução é criar anticorpos.

“Esse vírus é igual a uma chuva. Vai molhar 70% de vocês. Isso ninguém contesta. Toda a nação vai ficar livre da pandemia depois que 70% for infectado e conseguir os anticorpos. Desses 70%, uma pequena parte, os idosos e quem têm problema de saúde, vai ter problema sério e vai passar por isso também”, disse o presidente na saída do Palácio da Alvorada.

 

Essa indicação, no entanto, vai contra a OMS, que indica isolamento social como saída para evitar que a contaminação pelo coronavírus continue aumentando.

“Vocês sabem do meu posicionamento: não pode fechar dessa maneira, e atrás disso vem desemprego em massa, miséria, fome, vem violência”, disse Bolsonaro, ao ser questionado por um simpatizante que se queixou de medidas do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que decretou o fechamento de comércios e a suspensão de aulas.

“O que estão fazendo é adiar para ter espaço nos hospitais. Mas tem um detalhe: a sociedade não aguenta ficar dois, três meses parada. Vai quebrar tudo”, afirmou Bolsonaro.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem