Em resposta ao TSE, Bolsonaro não apresenta provas de fraude nas urnas

Presidente somente repetiu argumentações que tem feito nos últimos dias a favor do voto impresso

Foto: EVARISTO SA / AFP

Foto: EVARISTO SA / AFP

Política

O presidente Jair Bolsonaro, em resposta ao Tribunal Superior Eleitoral, não apresentou nenhuma prova de que as urnas eletrônicas são fraudáveis. A informação é do G1.

O corregedor do tribunal, ministro Luís Felipe Salomão, havia pedido que o presidente apresentasse esclarecimentos sobre as acusações.

 

 

 

Bolsonaro, no entanto, somente repetiu argumentações que tem feito nos últimos dias a favor do voto impresso. O mandatário citou uma audiência pública, organizada pela Justiça Eleitoral em 2018, em que alguns palestrantes defenderam o voto impresso.

“O tema, como sabido, é bastante inquietante perante a sociedade brasileira e foi inclusive objeto de audiência pública no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral”, argumentou.

“Reitera-se, não se está a atacar propriamente a segurança das urnas eletrônica, mas, sim, a necessidade de se viabilizar uma efetiva auditagem”, acrescentou.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem