Em depoimento à PF, youtuber bolsonarista diz que ‘covid não existe”

Ele ainda afirmou que ‘não existe método de checagem’ sobre as informações disseminadas e que ele ‘faz a própria interpretação dos fatos’

Marcelo Frazão (Patriota), candidato a prefeito em São Simão (SP) — Foto: Reprodução

Marcelo Frazão (Patriota), candidato a prefeito em São Simão (SP) — Foto: Reprodução

Política

Candidato derrotado a prefeito em São Simião, no interior de São Paulo, o engenheiro Marcelo Frazão de Almeida se apresentou como ‘analista político’ em interrogatório à Polícia Federal no inquérito das milícias digitais e negou a existência da pandemia. Conforme o termo de depoimento, ele afirmou que segue ‘os maiores cientistas do mundo que afirmam que não existe covid’.

Além da empreitada eleitoral frustrada, o engenheiro surfou na onda da vitória bolsonarista em 2018 e fez carreira como youtuber. Seus três canais de vídeo na rede social abordam o universo conservador de extrema-direita. Aos policiais federais, ele descreveu a produção: “apenas liga a câmara e faz a transmissão como se estivesse em um botequim”.

Questionado sobre a preparação do conteúdo divulgado nas redes, Almeida disse que ‘não há preparação nem edição de conteúdo’. Também afirmou que ‘não existe método de checagem’ sobre as informações disseminadas e que ele ‘faz a própria interpretação dos fatos’.

Desempregado, o youtuber atribui a falta de ofício a ‘empresas aparelhadas pela esquerda que o impedem de trabalhar’. O engenheiro também disse à PF que recebe doações de alunos e seguidores.

Em novembro do ano passado, o bolsonarista foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por um áudio com informações falsas sobre a vacina contra o novo coronavírus. A gravação conspiratória diz que o imunizante tem intenção de reduzir a população mundial, provocar câncer, alterações genéticas, problemas de fertilidade e ‘homossexualismo’. A Promotoria imputa-lhe discriminação com base na orientação e identidade de gênero, equiparada ao crime de racismo por decisão do Supremo Tribunal Federal.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem