Política

Em ato pró-Bolsonaro, governadores eleitos pelo ex-presidente o abandonam; apenas quatro comparecem à Paulista

Chamou a atenção a ausência de Ibâneis Rocha e Ratinho Jr, que nunca esconderam a aliança com o ex-mandatário

Tarcísio de Freitas e Jair Bolsonaro em ato na Avenida Paulista, em São Paulo (SP) - Reprodução YouTube/ Silas Malafaia
Apoie Siga-nos no

Dos 13 governadores bolsonaristas eleitos em 2022, apenas quatro compareceram ao ato deste domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo (SP), em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Os aliados presentes na capital paulista são Ronaldo Caiado (GO), Romeu Zema (MG), Jorginho Mello (PL) e Tarcísio de Freitas (SP).

Os nove governadores bolsonaristas que não compareceram à manifestação para demonstrar apoio ao ex-presidente são Cláudio Castro (RJ), Ratinho Jr (PR), Mauro Mendes (MT), Wanderley Barbosa (TO), Gladson Camelli (AC), Antonio Denarium (RR), Ibanêis Rocha (DF), Wilson Lima (AM), Marcos Rocha (RO) e Eduardo Riedel (MS).

Tarcísio de Freitas (Republicanos), que abrigou Bolsonaro e a ex-primeira dama Michelle Bolsonaro na residência oficial do governador de São Paulo, o Palácio dos Bandeirantes, falou em nome dos quatro mandatários que estão no ato.

“Nós estamos aqui para celebrar o verde e amarelo, o amor ao nosso país e celebrar o Estado Democrático de Direito. Temos aqui o desafio da representatividade, que só será vencido com liberdade, liberdade de expressão, de pensamento e de manifestação, sem nenhum tipo de censura”, disse Freitas.

Em seu discurso, Freitas, que tem dificuldade de explicar à base bolsonarista a boa relação que mantém com o atual presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chamou Bolsonaro de “amigo.”

“Você não é uma pessoa, não é um CPF, você representa um movimento, representa todos eles que descobriram que vale a pena brigar pela família, pela pátria e pela liberdade. Muito obrigado, Bolsonaro”, encerrou o governador paulista.


O advogado e professor de Direito Constitucional Pedro Serrano comenta as possíveis consequências do discurso realizado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro a seus apoiadores. Confira a análise no canal de CartaCapital no YouTube.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo