…

Ellen Page adere ao #EleNão: “Ele é perigoso”

Política

A atriz norte-americana Ellen Page é mais uma celebridade internacional a aderir ao movimento #EleNão, criado por mulheres brasileiras em repúdio ao autoritarismo e ao preconceito defendidos pelo candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Nas últimas horas, a cantora Cat Power e o grupo Black Eyed Peas também postaram imagens e hashtags de apoio à campanha.

Page tem um motivo especial para repudiar a candidatura de Bolsonaro. Em seu perfil no Instagram, ela relembrou a entrevista que fez com o presidenciável em 2016 nas filmagens do documentário sobre homofobia Gaycation. A norte-americana esteve no Brasil e ficou frente a frente com o deputado. “Eu entrevistei Jair Bolsonaro para o Gaycation. Ele é um homem perigoso, homofóbico, racista e misógino que atualmente lidera a corrida presidencial no Brasil”, acusou ela.

“Frase diretamente homofóbica: ‘Prefiro que meu filho morra em um acidente do que apareça com um cara bigodudo. Juntem-se às vozes das pessoas que estão se unindo no Brasil para dizer #elenão #neverhim. Estou mandando amor e apoio aos brasileiros que resistem a essa loucura”, afirmou ela.

Leia também:
Atriz de Handmaid’s Tale adere ao #EleNão
Globais aderem ao desafio #EleNão no Instagram e chamam para ato

Page se une a outros artistas e celebridades No fim de semana atriz Madeline Brewer, a Janine da série distópica The Handmaid’s Tale, Dan Reynolds, vocalista da banda de pop rock Imagine Dragons, as cantoras Dua Lipa, Kehlani e Nicole Scherzinger, o produtor Diplo e a drag queen Shangela também usaram as redes sociais para apoiar a campanha brasileira.

Os posicionamentos de artistas internacionais começaram principalmente depois da reportagem de capa da revista britânica The Economist, que chama Bolsonaro de “ameaça para a América Latina“.

No Brasil, o movimento que começou na internet de forma espontânea ganhou o apoio de diversas celebridades nos último dias. Após a cantora Daniela Mercury dar início a um novo movimento contra a candidatura de Bolsonaro, desafiando a colega Anitta a se manifestar a favor da hashtag #EleNão, o movimento ganhou força entre as artistas, inclusive entre as globais. 

 

Nathália Dill, Sophie Charlotte, Leticia Sabatella e Letícia Colin foram algumas da primeiras atrizes da Rede Globo que aderiram ao movimento. Elas postaram vídeos nesta segunda-feira 24 em suas redes sociais do Instagram, justificando o porquê de não votarem no ex-militar, convidando a todos a participarem dos atos contra Bolsonaro, marcados para o próximo sábado, 29, em várias cidades do País, e desafiando outras colegas do mundo artístico a gravarem um vídeo em apoio a hashtag #EleNão.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem