Política

“Ele não é (ainda) um ditador”, diz Glenn sobre comentário de Bolsonaro

O presidente disse que o jornalista ‘talvez pegue uma cana aqui no Brasil’ e que casamento e adoção foram ‘malandragem’

Glenn Edward Greenwald, advogado e jornalista norte-americano. Um dos fundadores do The Intercept
Apoie Siga-nos no

Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, se manifestou a respeito das declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre uma hipotética prisão do jornalista.

“Talvez pegue uma cana aqui no Brasil”, disse o ex-capitão para jornalistas neste sábado 27 no Rio de Janeiro, ao comentar a Portaria 666 publicada pelo ministro Sérgio Moro.

No Twitter, Glenn escreveu que “ao contrário dos desejos de Bolsonaro, ele não é (ainda) um ditador. Ele não tem o poder de ordenar pessoas presas. Ainda existem tribunais em funcionamento. Para prender alguém, tem que apresentar provas para um tribunal que eles cometeram um crime. Essa evidência não existe”.

No mesmo evento, Bolsonaro também disse que Glenn e o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) são “malandros”, por terem se casado e adotado duas crianças, evitando, assim, que o jornalista estadunidense fosse enquadrado na lei de deportação.

Sobre esse comentário, Glenn escreveu: “Ele (Bolsonaro) evidentemente acha que eu tenho o poder de prever o futuro: David e eu nos casamos há 14 anos quando eu era advogado, antes de me tornar jornalista”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo