Eduardo Bolsonaro compara união gay a amor por cachorro

'Se você diz que só é preciso amor para ser uma família, você vai dizer que eu e meu cachorro somos uma família.' Assista ao vídeo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O deputado federal Eduardo Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Política

 

 

Eduardo Bolsonaro, o quase embaixador brasileiro nos Estados Unidos, deu uma entrevista a uma emissora de TV de Israel e não conteve seus ímpetos homofóbicos ao ser perguntado sobre o que pensa da comunidade LGBT.

“Não me importo”, iniciou. E seguiu: “Se você diz que só é preciso amor para ser uma família, você vai dizer que eu e meu cachorro —eu amo meu cachorro— somos uma família. Entende? Você abre a porta para muitas coisas.”

A resposta pode ser vista no vídeo abaixo:

Macho orgulhoso, ele postou trecho da entrevista em suas redes sociais, mas excluiu o trecho em que compara a união gay com o amor por cachorro. Deixou apenas o “não me importo”.

Questionado sobre a polêmica ida da embaixada brasileira para Jerusalém, Eduardo Bolsonaro, como bom embaixador que foi sem nunca ter sido, indicou que o assunto não está encerrado e a mudança pode ocorrer em 2020.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem