Política

Doria me provoca para ganhar projeção nacional, diz Lula

Em entrevista a rádio de Pernambuco, ex-presidente também falou que “pessoas que deram o golpe não sabem o que fazer com o Brasil”

Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira 4 que não se preocupa com o avanço da onda em favor do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), para a disputa das eleições presidenciais em 2018 e que os ataques do tucano fazem parte de uma estratégia para ganhar visibilidade.

“Há tempos ele vem provocando, na tentativa de que eu aceite o debate para poder se projetar na disputa nacional. Ele que faça campanha com o partido dele, como bem entender. Eu tenho outras preocupações, eu acho que o Brasil precisa efetivamente voltar a crescer e gerar empregos, que é o que o povo precisa”, disse Lula.

A declaração foi dada em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco, depois que o jornalista Geraldo Freire perguntou ao petista se ele se “assusta” com Doria. “Sinceramente, eu acho até desagradável em uma entrevista no estado de Pernambuco falar de uma pessoa que não é sequer conhecida no Brasil, ou seja, uma pessoa que sequer está fazendo o seu dever como prefeito da cidade de São Paulo”, respondeu Lula.

Durante a entrevista, que durou cerca de 15 minutos, o ex-presidente afirmou, ainda, que o governo Michel Temer não tem credibilidade e que apenas a eleição direta de um novo presidente da República será capaz de tirar o País da crise.

“As pessoas que deram o golpe no Brasil não sabem o que fazer com o Brasil. As pessoas prometeram que o problema era o PT, que o problema era a Dilma. Derrubaram a Dilma, tentaram destruir o PT, e um ano depois a situação do Brasil está pior”, disse.

“Se você tem um governo que não goza de credibilidade junto ao povo, junto às instituições, junto aos empresários e a nível internacional, nada que essa autoridade decida terá qualquer valor, porque as pessoas não respeitam. É preciso que a gente tenha um presidente eleito democraticamente pelo voto, ou presidenta, para que o Brasil volte a recuperar credibilidade, para que as instituições voltem a funcionar e para que a gente possa fazer o Brasil caminhar para frente”, continuou.

O ex-presidente concedeu a entrevista por telefone, de sua casa em São Bernardo do Campo (ABC paulista). 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.