Doria manda recado a bolsonaristas: “Não vale a pena entregar sua vida por ideologia”

Governador criticou pessoas que têm ido às ruas sem o uso de máscara e reforçou a manutenção da quarentena

O governador João Doria (PSDB). Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria (PSDB). Foto: Governo do Estado de São Paulo

Política

O governador João Doria criticou nesta segunda-feira 22 as pessoas que têm ido às ruas sem máscara em meio à pandemia do coronavírus. “Não há mais nenhuma razão para sair de casa sem máscara”, afirmou.

Ele também criticou a postura daqueles que têm deixado de usar a proteção por uma escolha ideológica. “Mesmo você seguidor de Bolsonaro, do bolsonarismo, projeta sua vida. Não vale a pena você entregar sua vida por ideologia, correr risco de vida para fazer valer sentimento ideológico”, declarou.

O governador reforçou que a quarentena ainda deve ser cumprida no País e lamentou o fato de o Brasil ser o segundo em número de casos confirmados e mortos no mundo, ficando apenas atrás dos EUA. “É um péssimo ranking para o Brasil. Preferiria que tivéssemos o título de um país que respeita a quarentena, a medicina, a saúde, a vida”, completou.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira 22, o governador e sua equipe atualizaram os números de coronavírus no estado de São Paulo. São 12.634 mortos e 221.973 casos confirmados.

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o interior do estado supera a capital em número de casos registrados. Foram 15.342 novos casos na capital em 24 horas, enquanto no interior foram registrados 17.932 casos da doença.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem