Política

Doria anuncia investimentos milionários em reduto paulista de Bolsonaro

O pacote de iniciativas para o Vale do Ribeira, uma das regiões mais pobres do estado, deve custar 57 milhões

O governador João Doria. Foto: Governo do Estado de São Paulo
O governador João Doria. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou, nesta quarta-feira 9, o investimento de 57 milhões de reais em ações governamentais no Vale do Ribeira, uma das regiões mais pobres do estado – e também reduto político de Jair Bolsonaro e parentes.

O projeto, chamado de “Vale do Futuro”, tem como objetivo integrar áreas de desenvolvimento econômico, social, cultural, de crédito, além de regularização fundiária e de regulamentação de terras quilombolas, anunciou o governo. Doria apresentou o megaprograma no município de Registro, e também inaugurou a penitenciária do município.

“Eu trouxe uma série de boas notícias. Nosso objetivo é transformar o Vale do Ribeira no Vale do Futuro. Para isso é preciso ação, desenvolvimento, planejamento, investimentos públicos em todos os setores e também atração de investimentos privados. E está acontecendo”, disse, acompanhado de secretários do governo tucano.

Há décadas o Vale do Ribeira tem médias ruins em indicadores de desenvolvimento social como PIB per capita, inscrição em programas sociais, renda média de emprego formal, mortalidade infantil, entre outros.

A região abriga Eldorado Paulista, cidade onde Jair Bolsonaro cresceu. Parte da família do ex-capitão ainda vive e mantém forte influência na região. Mãe, irmãos, sobrinhos e cunhados do presidente são donos de 19 empresas, 14 delas abertas nos últimos oito anos, segundo levantamento feito por CartaCapital no ano passado.

Em setembro de 2020, em meio a pandemia, o presidente esteve presente no Vale do Ribeira para anunciar a construção de uma ponte 15 milhões de reais na cidade de Pariquera-Açu.

Na ocasião, foi reservada uma arena para sediar o evento, ignorando as recomendações do Plano São Paulo – o projeto de controle de quarentena do governo paulista. Um pequeno público se aglomerou para receber Bolsonaro, o filho deputado Eduardo e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Ninguém usava máscara.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!