Política

Datafolha: Bolsonaro é o pré-candidato mais rejeitado, com 55%

O índice sobe para 66% entre desempregados, pretos (63%), nordestinos (62%) e mais pobres (60%)

Foto: EVARISTO SA/AFP
Foto: EVARISTO SA/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue na liderança da maior rejeição entre eleitores. De acordo com a pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira 55% dos entrevistados não votariam nele de jeito nenhum.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o segundo pré-candidato mais rejeitado, com 35%, seguido por Ciro Gomes (PDT), que aparece com 24%.

General Santos Cruz (Podemos) possui índice de rejeição de 18%. Vera Lúcia (PSTU), Eymael (Democracia Cristã) e Luciano Bivar (União Brasil) marcam 16%. Esses são seguidos por Pablo Marçal (Pros), Felipe dÁvila (Novo) e Sofia Manzano (PCB), todos com 15%. Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante) e Leonardo Péricles (UP) são os menos rejeitados, com 14%.

A rejeição a Bolsonaro sobe para 66% entre desempregados, pretos (63%), nordestinos (62%) e mais pobres (60%). Já os grupos mais refratários a Lula são os empresários (61%), os mais ricos (57% entre quem ganha 5 a 10 mínimos e 52% entre quem tem renda mínima acima de 10 mínimos), além de evangélicos (46%).

O instituto entrevistou 2.556 eleitores nos dias 22 e 23 de junho em 181 municípios. O levantamento, que tem margem de erro de 2 pontos porcentuais, está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no protocolo sob o número BR-09088/202.

(Com informações da Agência Estado)

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.