Damares usa só 44% da verba do ministério da Mulher e Direitos Humanos

Pasta pagou só 6% dos 24,6 milhões de reais destinados a políticas de igualdade e enfrentamento da violência contra a mulher

(Foto: Anderson Riedel/PR)

(Foto: Anderson Riedel/PR)

Política

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado pela ministra Damares Alves, gastou, em 2020, apenas 44% da verba disponível à pasta, de um total de 853,3 milhões de reais. O levantamento foi feito pelo jornal O Globo.

 

 

De acordo com o veículo, os 373,5 milhões desembolsados efetivamente consideram compromissos já firmados com orçamento de anos anteriores (restos a pagar) que foram quitados em 2020.

Dos 24,6 milhões de reais destinados para políticas de igualdade e enfrentamento da violência contra as mulheres, por exemplo, o Ministério só pagou 6%.

A pasta desembolsou apenas 55,5 mil, ou seja, menos de 1% do previsto para implementação da Casa da Mulher Brasileira e de outros centros de atendimento semelhantes, de 62,7 milhões. O empenho chega a 48,4 milhões de reais, ou 77% do total.

O levantamento foi feito com base no Siga Brasil, a partir de informações atualizadas até o último dia 24. O Ministério contesta os dados.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem