Política

Cunha vira “estrela” de vídeo global contra a corrupção

Um dia depois de cassado, Eduardo Cunha é o principal personagem de campanha mundial da Transparência Internacional. É o “Mr. Trust”.

Apoie Siga-nos no

Um dia depois de cassado, Eduardo Cunha tornou-se a “estrela” do vídeo que abre uma campanha global contra a corrupção lançada pela ONG Transparência Internacional.

No vídeo, ele é chamado de “Mr. Trust”, uma referência à tentativa do ex-presidente da Câmara dos Deputados de esconder recursos ilícitos neste instituto financeiro.

O texto do vídeo é todo em inglês – assista e leia a tradução abaixo.

 

O texto do vídeo:

“O Banco Mundial analisou os 213 maiores casos de corrupção em 80 países. Em 70% dos casos foi usado algum tipo de instrumento financeiro para esconder o dinheiro ilícito. Um desses veículos é o Trust. Eduardo Cunha acaba de ganhar um novo nome no Brasil pelos seus Trust: ele é Mr. Trust (Senhor Trust). Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Cunha é beneficiário de Trusts alocados num banco suíço. Mr. Trust é um dos mais poderosos políticos investigados pelos promotores públicos no Brasil. O MP tem como foco um mega escândalo de corrupção envolvendo a Petrobrás, a estatal do petróleo do país. Mr. Trust perdeu seu mandato parlamentar depois que seus pares o flagraram mentindo sobre suas contas bancárias na Suíça. Em março de 2015, Cunha declarou a uma comissão parlamentar:

‘Eu não tenho qualquer conta bancária, excetos as declaradas em meu Imposto de Renda”. Poucos meses depois, procuradores suíços localizaram quatro contas vinculadas a ele e sua esposa num banco da Suíça e enviaram as informações às autoridades brasileiras. Os promotores querem que Cunha e sua esposa devolvam US$ 30 milhões ao governo brasileiro. Não sabemos para onde foi todo esse dinheiro, mas sabemos que Mr. Trust gastou US$ 42 mil em uma semana de comprar em Miami. Ele também hospedou-se em alguns do mais extravagantes hotéis do mundo, como o Burj al Arab, em Dubai, que de define como o primeiro sete estrelas do planeta. Os quartos mais baratos no hotel custam US$ 1,200 por noite. Mr. Trust alega que não pertencem a ele nenhuma das contas descobertas pelos suíços, mas ele admite ser o ‘beneficiário’ de um Trust.

Trusts são instrumentos legais que permitem às pessoas transferir a propriedade de ativos para um administrador –que gere estes recursos em nome de uma pessoa ou de um grupo de pessoas.

Trusts também são usados para esconder ativos (dinheiro e outros bens). Para mudar esta situação, a Transparência Internacional e outras organizações lutam para que sejam esclarecidos quem são os beneficiários destas companhias secretas e dos Trusts. Queremos acesso público aos registros sobre os beneficiados por estas contas para interromper o círculo  vicioso de impunidade proporcionado por estas entidades secretas. Nós temos o direito de saber quem são os beneficiados por estes instrumentos legais. Se nós soubéssemos poderíamos estar auxiliando no fim da corrupção em larga escala e riqueza ilícita escondida pelos corruptos. Há muitos Mr. Trust ao redor do planeta. Ajude-nos a desmascará-los. Ajude a acabar com as estruturas financeiras secretas das empresas.” 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo