…

Crítico a Bolsonaro, programa de Alckmin traz matéria de CartaCapital

Política

Em programava de tevê que será veiculado na noite desta terça-feira 25, a campanha de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à Presidência, expõe uma matéria de CartaCapital sobre o ataque ao grupo de Facebook “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”, que já possui mais de 3 milhões de integrantes.

Leia também:
Organizadora de grupo de mulheres contra Bolsonaro é agredida no Rio
Ellen Page adere ao #EleNão: “Ele é perigoso”

Na peça, a apresentadora busca sensibilizar as mulheres a não votaraem em Bolsonaro. “Se você é mulher, como eu, tem ainda mais motivos para dar muita atenção à escolha que vai fazer. É preciso ter cuidado para não escolher quem trata as mulheres assim.” Na sequência, surgem imagens de Bolsonaro a agredir a deputada Maria do Rosário, do PT, e uma jornalista (assista ao vídeo no fim da matéria).

alck 2.png

Em seguida, a apresentadora alerta para as mulheres não escolherem um candidato que “tem apoiadores que atacam e querem tirar do ar, das redes sociais, o perfil Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”. É neste momento, a partir de 2:25, que a campanha do tucano expõe reportagem da redação de CartaCapital, publicada em 16 de setembro, intitulada “Grupo ‘Mulheres Unidas Contra Bolsonaro’ sofre ataque no Facebook‘.

O movimento de mulheres contra Bolsonaro tem ganhado uma grande projeção, inclusive internacional. Além da manifestação maciça das brasileiras e brasileiros nas redes sociais, nomes como a atriz Ellen Page, a cantora Cat Power e o grupo Black Eyed Peas publicaram postagens contra Bolsonaro e utilizaram a hashtag #Elenão”.

Page tem um motivo especial para repudiar a candidatura de Bolsonaro. Em seu perfil no Instagram, ela relembrou a entrevista que fez com o presidenciável em 2016 nas filmagens do documentário sobre homofobia Gaycation. A norte-americana esteve no Brasil e ficou frente a frente com o deputado. “Eu entrevistei Jair Bolsonaro para o Gaycation. Ele é um homem perigoso, homofóbico, racista e misógino que atualmente lidera a corrida presidencial no Brasil”, acusou ela.

No fim de semana atriz Madeline Brewer, a Janine da série distópica The Handmaid’s Tale, Dan Reynolds, vocalista da banda de pop rock Imagine Dragons, as cantoras Dua Lipa, Kehlani e Nicole Scherzinger, o produtor Diplo e a drag queen Shangela também usaram as redes sociais para apoiar a campanha brasileira.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem