CPI da Covid define data de depoimentos de ex-ministros da Saúde e Queiroga

Eduardo Pazuello é o mais aguardado pela Comissão

Marcelo Queiroga e Eduardo Pazuello. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Marcelo Queiroga e Eduardo Pazuello. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Política

O presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM), confirmou as datas dos depoimentos do ex-ministros da Saúde e do atual chefe da pasta. Segundo informou ao jornal Folha de S.Paulo, os testemunhos vão acontecer já na próxima semana.

 

 

De acordo com Aziz, os depoimentos de Henrique Mandetta e Nelson Teich acontecerão na próxima terça-feira 4. O general Eduardo Pazuello será ouvido já no dia seguinte, na quarta-feira 5. E o atual ministro, Marcelo Queiroga, na quinta-feira 6.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que haverá sessão exclusiva para ouvir o ex-ministro Pazuello, porque muitos dos fatos mais importantes para a comissão aconteceram em sua gestão.

“Por óbvio é necessário dedicar um tempo maior ao ministro Pazuello, dos ex-ministros da saúde ele foi o que mais tempo ficou à frente da pasta”, disse Rodrigues ao jornal.

A CPI se reúne nesta quinta-feira 29 para a votação dos primeiros requerimentos.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem