CPI aprova convocação de médico responsável por parecer contra kit covid

A análise contra o chamado 'kit covid' foi retirada da pauta da Conitec, órgão vinculado ao Ministério da Saúde

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Política

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovou a convocação do médico Carlos Carvalho, responsável por coordenar uma análise contra o chamado “kit covid” na Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do Sistema Único de Saúde (Conitec).

 

 

O órgão, vinculado ao Ministério da Saúde e responsável pela análise técnica de novos medicamentos do Sistema Único de Saúde (SUS), adiou na semana passada uma decisão que poderia barrar o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina como tratamento para pacientes com Covid-19.

Carvalho foi escolhido para coordenar a análise sobre uso dos medicamentos e afirmou, em entrevista ao Estadão, que a avaliação foi retirada da pauta da reunião da Conitec por solicitação dele.

Os senadores ainda avaliam se ele realmente irá à comissão, pois teria dito em uma reunião com integrantes da CPI no fim de semana que não poderia apresentar a íntegra do estudo publicamente. Os parlamentares avaliam convocar outros representantes da comissão para falar sobre o assunto.

Além da convocação de Carvalho, a CPI também resolveu agendar novos depoimentos de representantes do Conselho Nacional de Saúde(CNS), da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e das associações de secretários estaduais e municipais de saúde. As audiências devem ser marcadas para a próxima semana. Os senadores aprovaram ainda a realização de uma audiência com familiares de vítimas da covid-19 no Brasil.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem