Conselho de Ética do Cidadania pede expulsão de deputado que assediou Isa Penna

Parecer ainda será analisado pela Diretoria Nacional do partido, que decidirá por expulsar ou não o deputado Fernando Cury

Conselho de Ética do Cidadania pede expulsão de deputado que assediou Isa Penna

Política

O Conselho de Ética do Cidadania pediu, neste domingo 10, a expulsão do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania-SP), flagrado apalpando a deputada Isa Penna (PSOL), dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), em dezembro.

 

 

 

A relatora do caso, Mariete de Paiva Souza, entendeu que a “importunação sexual sofrida pela deputada fere frontalmente o Código de Ética do Cidadania” em seu artigo 3º, inciso I.

“As imagens do plenário por si conferem clareza ao acontecimento, com nitidez, câmeras flagraram um comportamento descabido, rasteiro e incongruente por parte do deputado Fernando Cury contra a deputada Isa Penna. O fato é grave e insolente, não nos permite outra interpretação que não a de estarmos diante de um acontecimento desrespeitoso e afrontoso, que deve ser combatido”, destacou a relatora.

O colegiado também entendeu que, mesmo Isa Penna não sendo filiada ao Cidadania, soma-se ao artigo 3º o que estabelece o artigo 2º, inciso II, do Código de Ética.

Cury está afastado do partido desde dezembro. O parecer do conselho de ética ainda será analisado pela Diretoria Nacional do Cidadania, que decidirá por expulsar ou não o parlamentar.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem